COPA 2018: Brasil 1 x 1 Suíça – Análise Especial

Frustrante, porém boa!

Essa é a melhor definição da estreia do time brasileiro. Se durante a era Tite vimos um futebol mais organizado, não bonito, organizado, dessa vez não vimos nada disso.

Os comandados de Tite jogaram pouco futebol diante do que se esperava. Neymar, muito bem marcado e recebendo muitas faltas, não conseguiu armar boas jogadas e nem fazer gols.

Foto: Reuters

Marcelo, capitão do Brasil no jogo de hoje, errou passes que não costuma errar. Coutinho, autor do gol brasileiro, fez uma excelente partida junto de William. No segundo tempo, logo após o gol irregular da Suíça, o Brasil apertou muito a seleção adversária, que jogando com linhas defensivas distantes uma das outras, viu os atacantes brasileiros se esconderem diante da última linha e facilitarem sua marcação. Se usarmos o jogo da Alemanha como parâmetro, a seleção Suíça fez o mesmo que a Mexicana, só não conseguiu ter a mesma eficiência, que jogou com suas linhas mais próximas. A seleção brasileira não conseguiu transpor essas linhas da Suíça e saiu com o empate.

Foto: Reuters

As alterações de Tite pouco surtiram efeitos e mesmo que diferentes, as características dos jogadores, Tite trocou as mesmas peças e pouco ousou. A zaga brasileira não comprometeu e achei o time inicial o ideal para a copa. Não achei a atuação horrível, nem excelente. A seleção teve espasmos de genialidade, espasmos de soberba e espasmos de time sofrível. Empate justo para a atuação das duas equipes.

DESMORALIZAÇÃO DO VAR

O ex-árbitro e hoje comentarista Sálvio Spinola definiu bem o erro do VAR (árbitro de vídeo). Todo gol tem que ser revisto pelo VAR e claramente houve falta no zagueiro Miranda. “Ai, mas ele não marcou bem o zagueiro da Suíça”, isso não foi possível, por que o zagueiro foi claramente impedido de fazer a marcação. Mesmo que interpretativo fosse, pra que o árbitro de vídeo esta ali, se não for pra corrigir esses erros? Sendo gol não teria que intervir? Rever? Sim, para todos os itens! Por mais ufanistas que sejam os berros de Galvão Bueno, dessa vez todos ecoavam de maneira correta. Se você viu o jogo por outra emissora e/ou análise por outra emissora que não seja a Globo, não caia em discursos técnicos querendo encobrir o erro que houve no lance!

LUÍS FELIPE TIAGO MELO

FICHA TÉCNICA

BRASIL 1 x 1 SUÍÇA

BRASIL – Alisson; Danilo, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro (Fernandinho), Paulinho (Renato Augusto) e Philippe Cooutinho; Willian, Neymar e Gabriel Jesus (Firmino). Técnico: Tite.

SUÍÇA – Sommer; Lichtsteiner (Lang), Schär, Akanji e Rodriguez; Behrami (Zakaria), Xhaka (Embolo), Dzemaili, Shaqiri e Zuber; Seferovic. Técnico: Vladimir Petkovic.

GOLS – Philippe Coutinho, aos 20 minutos do primeiro tempo. Zuber, aos 5 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Lichtsteiner, Casemiro, Schär, Behrami.

ÁRBITRO – César Ramos (Fifa/México).

RENDA – Não disponível.

PÚBLICO –  43.109 pagantes.

LOCAL – Arena Rostov, em Rostov (Rússia).

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

NoticiasRelacionadas

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
SITE E STREAMING BY STREAMING BRASIL